Coloco muito carinho em tudo que crio e essas pequenas criações, dedico à você! Espero que goste!

domingo, 18 de março de 2012

Domingão e o Supermercado


Olá, pessoal!
Hoje não vim postar nada bonitinho pra vocês, não. Vim só jogar conversa fora.

Dizem que o Domingo foi feito pra descansar, né? pois é... é meu pior dia.

Chega domingão, tremendo sol numa cidade que não tem praia.
Dia de encarar o supermercado.

O supermercado de pobre é um terror, né? os corredores são estreitos e quem sofre de claustrofobia ta lascado, porque tem a impressão de aquele monte de lata vai despencar em cima a qualquer momento.

Aí voce ta se espremendo pelos cantos, sendo o máximo educada possível e vem uma infeliz desnorteada, e passa em cima do teu pé com o carrinho. Aff! (pra não dizer um palavrão!).

Até ai você tava com paciência. Acabou.
A mulherada pára na frente das prateleiras e até parece que estão lendo os rótulos com a quantidade de calorias, carboidratos e todos os nomes complicados que a "geração saúde" costuma saber de cor e ficam lá a vida toda.
E você sente a vontade de dar uma básica cotovelada, pra ver se a infeliz desocupa o espaço. Você acaba não dando a tal cotovelada. Sua educação não permite...

Depois de fazer a rotina toda pelos corredores (aliás, eu já nem faço lista de compras. Sei de cor e salteado), chega a hora da fila. Você olha e já da vontade de largar o carrinho por ali mesmo e sair andando. Mas, não tem como, você precisa de suas compras.
O raio da fila não anda, você já assoviou até o hino nacional pra ver se a coisa flui mais rápido, mas é uma doce ilusão.
E eis que chega a última pessoa que está na sua frente! êêê.
Aí já dá pra cantar um bundalelê do Latino.

Caraco, mas eis que a pessoa que está na sua frente, tira aquela pacoteira de conta pra pagar: é conta de luz, de telefone, do rai que o parta! o cartão de crédito da criatura é daqueles que tem que assinar. Não tem chip! (e eu lembrei do Pedruuuuuuuuuuuu! cadê meu chip?????).
A fila do lado que tinha mais gente, agora ta vazia e você ali, ainda. Mais Uma hora pro analfa assinar o bendito papelzinho do cartão de crédito...

A essa altura do campeonato, você ta rezando, porque sente que vai ter um ataque de pelanca a qualquer momento... dá vontade de berrar, mas daqueles berros de louca mesmo até ficar rouca. Um dia ainda faço isso.
Ufa! finalmente to do lado de fora do supermercado! aí vem a fila do taxi (isso quando tem taxi parado ali). Quando não tem, você tem que ficar com cara de imbecil, porque todo mundo vai com a filha ou com a vizinha, ou ainda com o marido e deixa a pessoa na fila e sai na captura do taxi em outro ponto. Aí encosta com ele e assim vai.
Geral vai passando na sua frente, que ta ali plantada estilo bananeira, com cara de paisagem.

Ó! vou te contar, viu!
Fico ali pensando naquela minha ex amiga que mora na Av.Atlântica, sentadinha em sua cadeira, tomando uma aguinha de cocô na beiramar, pegando seu bronzeado e me arrependo de não ter ido fazer balé com ela e quem sabe se não teria sido eu, a primeira bailarina do corpo de balé do Municipal, ao invés dela?
É.. a vida nos leva pelo caminho certo, nós é que cismamos de pegar os atalhos...
Pára o Mundo Que Eu Quero Descer!!!

Desejo a vocês um domingo bem diferente!

1 comentários:

Anônimo disse...

Eu tenho ódio MORTAL de supermercado. Além de você pagar caro pelo que consome, ainda tem que enfrentar a fila dos caixas.

Expert

Postar um comentário

Muito obrigada por seu carinho!